Existem muitas maneiras de enfrentar as diferenças e a raça humana moldou-se entre conflitos e tréguas.

Dentre todo o globo, nações, reinos, povoados e tribos ainda aprendem a duras penas a conviver e respeitar os interesses contrários, que são motivadores dos conflitos.

Falcão, vocalista da extinta banda O Rappa, fala de dentro de sua alma e pergunta ao ouvinte “…Qual a paz você quer conservar…” Essa é uma pergunta difícil…

E qual é a sua escolha ? Quem deve ficar, quem deve ir?

A paz pode ser uma escolha ou pode também se manifestar através de um sonho vindo de um soldado anônimo que espera na trincheira o fim da guerra.

A bola rolando e as trincheiras vazias, mito ou verdade?

Era véspera de Natal, uma noite fria do ano de 1914 e soldados britânicos foram surpreendidos por um soldado alemão de origem saxônica com uma bola e um desafio: a trégua do conflito, 90 minutos de futebol e presentes.

Claro que isso não era oficial, foi uma medida entre os soldados envolvidos dos dois lados após esse contato. Muitos soldados sofreram represálias de seus oficiais, pois não havia espaço para uma rivalidade saudável.

Apesar da repressão que o ambiente propiciava, o clima de amizade entre os alemães ( de origem saxônica) e britânicos foi registrado em cartas documentadas durante o conflito e em sátiras de jornais como Times onde era exposta a preferência desses soldados à bola que ao fuzil.

E a bola do jogo ? Quem levou pra guerra ?

A fim de acalmar os ânimos da opinião pública, a Federação Inglesa de Futebol (FA) suspendeu as atividades durante o conflito e alguns batalhões foram compostos por jogadores profissionais da época.

Jogar futebol tornou-se uma distração durante a guerra como mostra no livro “When the whistle blows” escrito pelo autor Andrew Riddoch.

Nele é exposta essa vontade dos soldados em sair do conflito armado e concentrar a rivalidade imposta pelos governos numa disputa sem sangue ou mortes.

Esses soldados escolheram a paz que eles queriam por mais que fosse um sonho… Um sonho que se tornou real por 90 minutos.

Por Felipe Durán

Fonte : Wikipedia , Globo Esporte

COMENTÁRIOS




Revista Ecos da Paz
Viver em harmonia é possível quando abrimos o coração e a mente para empatia e o amor.