20 de Abril é o dia do diplomata e do disco. E curiosamente há algumas interseções entre estes dois mundos.

Um dos compositores mais emblemáticos da Bossa Nova era diplomata. Vinícius de Moraes o famoso “poetinha” começou na função em 1946, quando assumiu o primeiro posto diplomático como vice-cônsul em Los Angeles.

Em 1968 foi aposentado de devido ao AI-5 (Ato Institucional número 5) e concentrou-se em suas publicações e parcerias musicais que sempre o acompanharam desde 1933.

O disco de vinil é comemorado também nesta data em homenagem ao compositor, instrumentista e sambista Ataulfo Alves que faleceu nesse mesmo dia no ano de 1968.

O mar da web navegado por piratas

O mercado fonográfico se recicla a cada dia, as tecnologias evoluem e os discos de goma-laca deram lugar aos LPs durante a década de 1940, em especial, 1948.

Em 1982 a Polygram alemã inventou a mídia digital em larga escala, substituiu as ranhuras e agulhas por laser gravando uma seleção de valsas de Chopin interpretadas pelo pianista chileno Claudio Arrau.

Atualmente os LPs sobrevivem em meio ao streaming como um artigo retrô de mesma forma que outras mídias tais como o CD e fitas cassetes.

A digitalização das músicas e a disponibilização destas através da internet possibilitou a modificação do mercado fonográfico drasticamente.

A queda nas vendas de CDs em consequência da pirataria fez com que as grandes gravadoras enxergassem que o usuário como produto passou a ser mais lucrativo que a música.

Então, esta começou a ser distribuída gratuitamente em espaços fechados de streaming ou taxadas para um acesso offline próximo como afirma Leonardo Ribeiro da Cruz, doutor em sociologia pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas.

Em meio à venda dos conceitos que os usuários adotam para suas vidas, as redes sociais contribuem para a proliferação de músicas através do compartilhamento de links.

Hoje as gravadoras transferiram a propaganda dos seus artistas da massificação da produção de brinquedos, de estampas em roupas, jingles propagandas em revistas e programas de televisão para os canais no youtube onde eles são expostos.

Os mundos da diplomacia e da música tiveram outra interseção em nossa história mais tarde com o movimento punk brasiliense.

Filhos de diplomatas e professores que tinham contato com vinis estrangeiros formaram bandas importantes no cenário musical brasileiro como Legião Urbana, Aborto Elétrico e Paralamas do Sucesso.

Antes populares e relativamente baratos (pra quem podia comprá-los), agora os preços dos novos vinis são salgados devido a pouca demanda, entretanto, o valor nostálgico e a forma diferenciada de consumir o produto transforma escutar música em uma experiência ritualística de imenso prazer e maior valorização do artista conforme afirmam os apreciadores.

Fontes: Wikipedia ; Scielo   ; Whiplash 

COMENTÁRIOS




Revista Ecos da Paz
Viver em harmonia é possível quando abrimos o coração e a mente para empatia e o amor.