A cada ano o consumo de internet, smartphones, computadores aumenta quando se trata dos grandes centros urbanos brasileiros. 67% dos domicílios têm acesso à internet. De acordo com o Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação, que é ligado ao Comitê Gestor da Internet do Brasil, 70% dos brasileiros já acessou a internet pelo menos uma vez na vida.

Contudo, esta pesquisa também mostra que o número de pessoas que nunca acessaram a internet é maior que a população do estado de São Paulo, cerca de 23% da população brasileira, ou seja, 48 milhões nunca ficaram online. A desigualdade digital acompanha a desigualdade social.

A oferta de serviços online seja por parte do poder público ou da empresa privada cresce a cada ano e esta parcela de cidadãos desconectados tendem a ficar cada vez mais excluídos. Eles não tem como procuram emprego, serviços públicos, cultura e conteúdo educacional.

Perfil dos Fora da Rede

Eles moram nas áreas rurais, a maior concentração de desconectados é na região nordeste com 29% e na região sudeste o número cai para 20%. Entre as pessoas na faixa etária entre 45 e 59 anos, o percentual é de 32% e a população com mais de 60 anos, o percentual sobe para 68%.

Existe também a exclusão dupla. 83% dos que nunca acessaram a rede é analfabeta ou nunca frequentou a educação infantil. A pesquisa levou em conta a classe social. Se nas classe A apenas 8% nunca acessou a internet, nas classes D e E este percentual sobe para 41%.

No quesito renda familiar ficou claro que quanto maior a pobreza, maior a desconexão. Famílias que ganham mais de 10 salários mínimos, apenas 7% nunca navegaram na internet, enquanto que os que ganham 1 salário mínimo ou nenhuma renda, este percentual sobe para 35%.

Fonte: Nexo

 

RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Revista Ecos da Paz
Viver em harmonia é possível quando abrimos o coração e a mente para empatia e o amor.