A fitoterapia é uma grande aliada na prevenção de doenças. Trabalhar com ervas aguça os sentidos, em especial o olfato e também o tato, pois vamos aprendendo a identificá-las através do cheiro e das texturas. É uma verdadeira arte, que muitos aprendem desde criança,

Desde os primórdios da colonização, a fitoterapia era a base dos tratamentos para as doenças, além de ser uma ferramenta para as benzedeira, que na época tinham um papel importantíssimo. Com a inauguração das faculdades de medicina, as descobertas da química e o lobby da indústria farmacêutica, a fitoterapia foi colocada injustamente num lugar de pouco prestígio.

Contudo, esta situação tem tomado um outro rumo. A busca por uma vida mais saudável tem trazido mais e mais pessoas para este saber ancestral.

A manipulação das ervas requer um certo conhecimento, para cada parte da planta e/ou árvore, um procedimento.

Aqui você vai encontrar os termos usados, as técnicas para fazer chás, banhos e tinturas  que ajuda a tratar do físico e das nossas emoções através do uso de folhas, raízes e hastes.

peppermint 2816233 640 - Confira algumas dicas de fitoterapia para serem usadas no dia a dia. E aprenda a fazer um banho para limpar a sua aura
O chá é um dos usos mais populares das ervas. Foto: pixabay

Na hora de fazer um CHÁ pode-se usar dois métodos:

  • Infusão

Consiste em colocar a água fervente sobre a erva medicinal bem picada em um recipiente e tampar deixando em repouso. Este processo é indicado para folhas e flores.

  • Decocção

Coloque a erva bem picada em um recipiente com tampa, adicione água e ferva, após a fervura deixe repousar. Este processo é recomendado para partes do tronco, hastes, cascas, ramos raízes, sementes e frutos.

TINTURAS

  • Maceração:

Neste método coloca-se a erva bem picada no álcool de cereais por 10 a 20 dias em um recipiente de vidro escuro tampado, agitando-o diariamente. Após este tempo coe a tintura e prense o resíduo de ervas.

  • Percolação:

Seque o material que será usado: folhas, raízes, flor até reduzir a pó, de modo que ele fique moderadamente grosso. Mistures este pó no álcool de cereais. Caso o material fique apenas umidecido, deixe a solução obtida em maceração por 12 horas. Depois coe o material e filtre a solução.

SUCO MEDICINAL

Neste processo ser´usada erva fresca com álcool diluído.

  • Prensagem:

Triture as ervas com um pilão ou passe-as num moedor de carne. O amassar das folhas fará com que elas soltem um  sumo. Em seguida passe a solução para um coador.

  • Mistura

Misture uma parte do suco obtido com uma parte de álcool de cereais a 60º.

BANHOS

As ervas também podem ser usadas para banhos. ferva as ervas que serão usadas de 20 a 40 minutos. Depois coe colocando o líquido num balde.

GARGAREJOS

Prepare um chá, seja por decocção ou infusão. Faça os gargarejos diversas vezes ao dia, com o cuidado de não beber a solução.

INALAÇÕES

Coloque as ervas para ferver. Quando levantar fervura, aproveite o vapor aspirando-o. Para direcionar melhor o vapor faça um funil com cartolina de forma que a fumaça entre neste funil ou fique próximo ao vapor e cubra a cabeça com um pano ou toalha.

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES

  • Evite o uso de recipiente de alumínio ou cobre. Prefira os utensílios de louça, esmalte, barro, porcelana ou vidro e sempre se certificando que eles estão limpos.
  • Faça o chá na quantidade certa, consuma na hora. Ele perde o seu valor medicinal um dia após seu preparo, mesmo conservado em geladeira.
  • As receitas devem ser usadas por um período de 10 a 15 dias.
  • Não use a mesma plana por mais de 15 dias. Procure outras com os mesmos efeitos e alterne o uso.
  • Quando o preparo de certas receitas indicar a necessidade de armazenar a solução, prefira os vidros escuros com tampa e boca larga.
  • A planta deve ser conservada em lugar limpo, longe de poeira, umidade, luz e insetos.
  • As dosagens devem ser seguida rigorosamente para se obter o efeito correto.
  • Não utilize plantas medicinais durante a gravidez sem orientação médica.

RECEITA DO BANHO PARA LIMPEZA E ENERGIZAR A AURA

Sabe aqueles momentos em que estamos nos sentindo pra baixo, invadido(a) por pensamentos negativos e extremamente cansada(o)? Então, a tristeza, a correria do dia a dia faz com que esqueçamos do nosso corpo sutil e nada como um banho de ervas pra nos fazer sentir melhor. Se em seu banheiro tiver uma banheira, melhor ainda!

Caso não tenha, não tem problema, a técnica é a seguinte:

Ervas: alecrim, manjericão, elevante, desata-nó, abre-caminho, macaçá, vence-demanda

Este banho é pra ser feito por 3 dias seguidos.  Separe um punhado de cada erva, lave e coloque num balde e macere ( pegue as ervas e esfregue, como se estivesse lavando roupa). Enquanto macera, eleve seu pensamento para as coisas boas.

Assim que a água  estiver quente, não necessariamente fervida, jogue sobre as ervas e cubra com um pano e deixe amornar. Você pode coar ou não. Tem pessoas que gostam de jogar as folhas sobre o corpo. Tome seu banho normal e depois jogue este banho do pescoço para baixo mentalizando seus desejos com fé acima de tudo.

 

 

 

 

 

 

 

RECOMENDAMOS


COMENTÁRIOS




Revista Ecos da Paz
Viver em harmonia é possível quando abrimos o coração e a mente para empatia e o amor.